Você sabia que um dos motivos para uma cicatriz evoluir com aspecto estético desfavorável é a ação de forças mecânicas no tecido que sofreu a lesão?
.
O ambiente mecanobiológico que influencia diretamente as cicatrizes (incisões) é composto basicamente por duas forças: “forças intrínsecas”, que são as forças da própria cicatriz e “forças extrínsecas”, as forças que atuam na região adjacente a ela.
.
O equilíbrio entre elas é fundamental para a qualidade da formação da cicatriz.
.
Em casos de desequilíbrio dessas forças, se ainda não houver força intrínseca suficiente (no início do processo de reparo), e a força extrínseca estiver aumentada, os bordos não se sustentam e a cicatriz abre, como nas deiscências. Compressões inadequadas (como as fitas de silicone) degradam a matriz extracelular, tirando a força tênsil, por isso, devem ser utilizadas somente em casos de cicatrizes excessivas.
.
Por outro lado, quando já existe força tênsil suficiente e há aumento de força extrínseca, como por exemplo na fibrose adjacente, a força intrínseca precisa aumentar para “equilibrar” e esse aumento de força se dará pelo aumento da produção de colágeno pelos miofibroblastos, consequentemente, o desenvolvimento de uma cicatrização hipertrófica.
.
Dessa forma, é fundamental recorrer a um profissional qualificado que saberá controlar o ambiente mecanobiológico dos tecidos como uma possibilidade terapêutica, tanto para tratamento como para prevenção de cicatrizes inestéticas, pois já sabemos que abordagens inadequadas como massagens agressivas, afetam diretamente o ambiente mecanobiológico dos tecidos, comprometendo o resultado estético e funcional.
.
Fonte: Fonte: OGAWA, R. Mechanobiology of scarring. Wound Repair and Regeneration, v. 19, p. s2-s9, 2011. ISSN 1067-1927.
.
Texto por: @laila_faria_fisioterapeuta
.
#institutomarianealtomare #credenciadasIMA
#liberaçãotecidualfuncional #LTF #fisioemtecidoscicatriciais #cicatriz #tratamentodecicatriz #fisioemcirurgiaplastica #mecanobiologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *